Lava roupa todo dia… e depois?

Um belo domingo você está caminhando pelo parque do Ibirapuera e de repente você se depara com isso. Qual seria sua reação?

Acho que arte deve trazer um tipo de reação. Qualquer tipo de reação, mesmo a não reação (coisa que eu acho difícil, sempre as pessoas vão amar ou odiar, dificilmente ignorar). Assim que eu vi essa reportagem, lembrei da intervenção no Central Park do Christo ano passado que, no mínimo, deve ter causado uma certa estranheza para quem passava pelo parque.

Em entrevista Christo fala que a pergunta mais freqüente é "para que serve isso?". E sua resposta é "Para absolutamente nada. É uma obra de arte." Não entendo porque as pessoas tentar procurar uma utilidade numa obra de arte, apesar que essa procura faz parte da reação causada pela obra. Mas simplesmente podem ser somente um varal imenso ou portões vermelhos no meio de um parque e nada mais. Você escolhe se você quer fundir os dois neurônios ou não. No meu caso, eu gosto de fundí-los para encontrar o meio de pensamento de um artista.

Entender a arte é simples. É aquilo que os olhos vêem. Compreender o pensamento do artista que é complicado. Entrar num labirinto criativo de imagens e mídias diversas. Qualquer um pode ser artista. É só encontrar uma forma de se expressar. O problema é que algumas pessoas decidem quem ganha o rótulo de artista ou não. Bem, mas o post não é sobre isso. Ou seja, nascerá um outro post futuramente.

Ver um varal estendido num lugar inesperado pode causar uma sensação surreal porque não temos esse costume. Acredito que se pessoas fazem esses varais no meio da rua vissem a instalação no parque talvez se assutassem com o tamanho dela, mas seria algo do cotidiano delas. O tamanho também é um fator artístico aqui. Exagerar no tamanho aumenta ainda mais o efeito surreal de uma obra de arte. Aposto que se fosse num tamanho menor, realmente seria tomada como um varal feito por mendigos no parque.

Bem, vá ver a exposição no Itaú Cultural e tire suas conclusões.  

Anúncios

Um comentário sobre “Lava roupa todo dia… e depois?

  1. A arte, para mim, tem a mesma função de uma flor. Pena que nem todos nós temos sensibilidade para tais manifestações.

    Maravilhosa comparação, grrl! É realmente isso mesmo.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s