Outro filme de adolescentes idiota, mas…

Perdi a minha chance de escrever um roteiro de comédia romântica adolescente bobinha gay. Em julho estreia lá fora o filme Another Gay Movie que é a versão gay de “O último americano virgem”, “American Pie”, etc. Ok…ok…você deve estar pensando:”Porra, mais um fillme de adolescente idiota e ainda por cima com um bando de viados!”. Bem, acho que esse filme é importante para os adolescentes gays. Dirigido e escrito por Todd Stephens, o filme conta a história de 4 amigos gays e virgens. Típicos losers que não conseguem um transa. E eles fazem um pacto de perder a virgindade antes do fim do verão.

Another Gay Movie

Os quatro são os principais estereótipo da mundo gay. O boy-next-door, o nerd, o afeminado e o atlético. O filme é o típico pastelão que todo mundo assiste, ri e logo esquece. Mas qual a importância deste filme? É simples. Alugue qualquer filme sobre gays. Eles sempre estão com crises existenciais; se fazem sexo, morrem; se não fazem, matam. O gay sempre foi retratado de modo sombrio. E se não era sombrio, era para tirar um sarro. Este filme mostra que os gays são pessoas normais e que como todo adolescente pensa em sexo 24horas por dia, a única coisa que muda é a pessoa nos pensamentos. Fazem burradas e se metem em encrencas que depois as pessoas riem. E acredito que isso é bom para os adolescentes para mostrar que eles não precisam ficar deprimidos e com crises existenciais por causa da sua escolha, e sim que eles podem se divertir e tentar catar o garanhão da escola.

Anúncios

3 comentários sobre “Outro filme de adolescentes idiota, mas…

  1. o filme realmente é ruim e bobo, seguindo a linha do “American Pie” que serviu de base. O tipico humor adolescente dos EUA, com a unica diferença de ser voltado ao publico gls. Mas concordo c/ o crítica: sempre me incomodou a forma como o gay é retratado no cinema. É claro q a vida de um gay ñ é fácil e sujeita a dramas pessoais. Mas á de um hetero tb não é? Pq não fazer filmes assim? Onde a homossexualidade seja tratada sem se preocupar com o “politicamente correto”? Esse realmente é o unico ponto positivo do filme.

  2. Mas isso me remete a uma conversa de outro dia…
    Não é o cinema uma representação?
    Por que ele TEM QUE SER um retrato fiel?
    Ok, precisamos de filmes “a realidade é assim” e filmes bons.

    Mas precisamos também de esteriotipações da realidade, filmes “água com açúcar” e filmes “sessão da tarde”. Afinal, hoje em dia há espaço pra tudo.

    E pra todos os temas.

    Exemplo disso foi um filme que vi de relance: uma comédia de rappers.
    Mas beeem rappers mesmo, vestidos que nem no GTA: San Andreas…

    Não sei, acho que não to conseguindo explicar. Hollywood é bom porque é ruim, entende? Por ser a referência, todos os temas precisam ter um “filme hollywood”.
    Até os russos, com o Nightwatch, sabe? Tudo. Sei lá…

  3. É difícil dizer que vou assistir. Acho que é importante pra juventude gay ter esse tipo de referência. Assim como os filmes brasileiros, por exemplo. É bom que se tenha filmes não tão artísticos, ou seja, filmes comerciais mesmo rolando pra que o brasileiro se identifique com a produção. O mesmo vale pro universo gay. Quanta mais a temática seja explorada em temas banais (que poderiam rolar normalmente com qualquer personagem hetero) melhor. Desmistifica.

    A estética que reina é a de Hollywood. E o brasileiro já foi pego nessa teia há muito tempo. Parece que o brasileiro não gosta de ver seu cotidiano na telona, eles preferem ir para um mundo de fantasia criada por Hollywood.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s