Sol Nascente no País Tropical

Hoje o Brasil joga contra o Japão. E para os descendentes de japoneses aqui no Brasil, não importa quem ganhe ou perca, a festa vai acontecer.

Os imigrantes japoneses chegaram aqui em 1908 e desde então tudo aconteceu. Imigrantes japoneses que não aceitaram a derrota do Japão na Guerra Mundial e achavam que o Brasil estava escondendo o jogo. Descendentes de japoneses imigraram para o Japão para tentar ganhar a vida como dekasseguis. E por aí vai.

O vapor Kasato-Maru ancorado no porto de Santos. 

Por causa do jogo, hoje está passando várias reportagens sobre o país do sol nascente e como descendente de japoneses, é engraçado ver características brasileiras e nipônicas misturadas. Por exemplo, uma obassan (senhora) falou que o Brasil iria ganhar o jogo e o Japão não teria menor chance, então o repórter perguntou por quê, e ela respondeu: Porque o Brasil é o mestre do Japão no futebol, né?

Por um momento pensei na descrença do seu país de origem, mas analisando melhor percebi que embora os japoneses morem no Brasil e já têm o jeitinho brasileiro, as tradições e valores nipônicos continuam no sangue. Esse negócio de mestre e aprendiz tem tudo a ver com os valores de artes marciais, samurais, etc. Nunca um aprendiz conseguirá superar um bom mestre. Agora se o Brasil é um bom mestre, aí eu não sei responder.

 

E essa volta às origens é algo forte no sangue japonês. Assim como nossos avós vieram para o Brasil para tentar novas oportunidades, nossa geração vai para o Japão para tentar novas oportunidades lá também. Mas eu sei que falo pela maioria dos japoneses aqui no Brasil: o Brasil pode ter todos os problemas que tem, se um dia eu tiver que sair daqui para morar em outro país, sentirei saudades.

Fonte das Imagens: Museu Histórico da Imigração Japonesa
Imagens retiradas do site: Educacional

Anúncios

2 comentários sobre “Sol Nascente no País Tropical

  1. Pois é. Essa volta às raízes dos descendentes nipônicos é algo que eu acho tão bonito que até me sinto "meio japonês"…
    E os valores, o respeito ao mestre, esse "vestir a camisa", é o máximo.

    A Seleção Japonesa jogou muito bem. O goleiro Kawaguchi foi o melhor em campo na minha opinião, de ambas seleções.

    O problema é que o mestre da seleção japonesa não é o Brasil e sim o Zico.
    Fiquei chateado por ver Nakata e companhia fora da copa.
    Mas por outro lado, fiquei feliz em "devolver" ao Zico a frustação que ele me causou em 86, quando com 6 anos, eu chorei pelo pênalti que ele perdeu.

    E, de fato, se um mestre para de seguir seu próprio caminho, com certeza será superado. O Brasil ainda não está jogando o que sabe. Mesmo depois do resultado de ontem.

    Me chame de duplo não patriota porque eu capotei durante o jogo.

  2. Pensei nisso hoje pela manhã, acho que vimos a mesma reportagem. Talvez o mestre esteja se esquecendo das próprias lições e deixando de estudar. Um mestre nunca deve parar de estudar… Coisas que aprendi no kung fu.

    Com certeza. Quando um aprendiz supera o mestre, o mestre não tem mais o porque ser mestre. O mestre sempre tem que estar um passo a frente. Coisas que eu aprendi no karatê e parece que está gravado no meu cérebro. Coisas que eu acredito.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s