Mr. Lewinsky

Parece que sexo e política andam de mãos dadas nos EUA. Já está engatilhado o que pode ser o mais novo escândalo sexual na política norte americana. Um homem (sim, um homem) chamado Larry Sinclair alega ter usado drogas com o pré-candidato à presidência Barack Obama e só para apimentar mais um pouco, diz ter feito sexo oral com ele também em 1999.

Larry diz que sua motivação para tornar isso público é que prevaleça a honestidade dos candidatos. Com uma afirmação tão escandalosa, é preciso provar sua veracidade e por isso Larry passará por um detector de mentiras, e receberá 10 mil doláres para fazer isso. E se estiver falando a verdade, a quantia aumentará para 100 mil doláres. Desculpe, qual era a motivação dele mesmo?

Só para lembrar, em 1996 houve o escândalo Lewinsky no qual Monica Lewinsky, na época, estagiária na Casa Branca afirmou que fez sexo oral com o presidente Bill Clinton. O escândalo foi tão grande que Monica virou símbolo sexual, ganhou paródias em todos os programas humorísticos, teve um livro no qual ela relata seus encontros íntimos com o presidente, etc.

E num país onde o ódio por Osama é tão grande, não consigo entender como podem querer eleger um candidato como o Obama. É muita deixa para futuras piadas, viu? E se você não liga para os candidatos à presidência dos EUA e gostaria que todos eles estivessem dentro de um liquidificador gigantesco (ainda não consegui usar a palavra colossal) e você, com o poder de ligar o liquidificador ou não. Clique aqui.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s