Little Miss Sunshine

Acabei de assistir Pequena Miss Sunshine com um certo tempo de atraso (bem, muito atraso!). O filme é uma montanha-russa de emoções junto com a família que resolve levar a filha caçula para um concurso de miss para crianças. Uma mãe que ainda vacila no papel de mãe coma  filha caçula. Um tio homossexual que tentou se suicidar. Um irmão com força o suficiente para fazer um voto de silêncio. Um avô que quer recuperar todo o tempo perdido seguindo as regras. Um pai que ensina como ser um vencendor quando na verdade é um perdedor desesperado. E a filha caçula, uma criança com sonhos de criança. Ah, e o último membro da família, mas não o menos importante: a kombi amarela.

Todos os personagens, com exceção da kombi, possuem seus vícios. A mãe com seu cigarros. O tio com seu amor não correspondido. O irmão com sua forma física. O avô com heroína. O pai com seu método de 9 passos para ser um vencedor e a filha com seus concursos de beleza. Embora sejam uma família que aparentemente dão forças um para o outro, eles se distanciam por causa de seus vícios. Na verdade, eles começam como seis estranhos que vivem no mesmo teto e terminam o filme como uma família. Cada um vai descobrindo o que família significa na jornada dentro da kombi amarela, o membro da família que ajunta todos os outros.

Claro que a maior parte da simpatia vai para Abigail Breslin que interpreta a filha caçula Olive atrás de seu sonho. Ela é bombardeada pelo mundo adulto e, às vezes, até tentam envenenar sua mente como o pai falando sobre sorvetes, ficar gordos e modelos, cena que mostra o quanto o pai é egoísta, o primeiro sinal que mostra que embora ele tente passar a imagem de um vencedor, na verdade é um perdedor desesperado. Ele é o mais fraco da família embora não queira admitir isso. Bem, no final, ele se redime vendo que sua filha tem que ser uma criança e não uma adulta em miniatura.

Ah, a kombi. A maior parte do filme se passa dentro da kombi e ela se mostra como mais um membro da família. É primeira a receber a raiva da frustração do irmão quando ele descobre que não conseguirá realizar seu sonho. Ela não poderia levar o pai até o empresário porque ele tinha que ir sozinho, deixando a família inteira no hotel, inclusive a kombi. E ela também dá o seu gás assim como todos os outros da família para chegar a tempo no concurso. E não é a toa que ela está no poster do filme.

Little Miss Sunshine

Pequena Miss Sunshine é um bom filme. Não sei se indispensável, mas isso só o tempo dirá.

Anúncios

Um comentário sobre “Little Miss Sunshine

  1. Tudo culpa da kombi 🙂 Piadinhas infames à parte, jurei nunca mais ver esse filme. Mas tenho uma pergunta pra te fazer: quem vive numa ilusão, nós ou a menina? Ou “ambos os dois”? Abraço!

    Acho que a menina vive numa ilusão e nós queremos acreditar nessa ilusão, mas no final quando ela vê a realidade, somos obrigados a confrontar e admitir a realidade. Abração!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s