De Beyoncé ao Período Edo

A influência artística de artistas sobre outros artistas sempre existiu. Enquanto alguns conseguem transpor mídias, outros apenas renovam o mesmo. Seguinda essa linha influências, cópias e transformação, Beyoncé tem um quê de influência das antigas pinturas japonesas do período Edo (1603-1867). Claro que como em um telefone sem fio, muita coisa se perde no caminho e muita coisa se transforma, e a influência nem sempre salta aos olhos.

Este é o clipe da música Green Light, lembrou de alguma coisa?

Se você lembrou do clipe da Shania Twain, Man I feel like a woman, você está parcialmente certo. O buraco é mais embaixo. O clipe da Shania também possui as mesmas influências que o clipe da Beyoncé.

Descobriu as semelhanças entre os dois clipes? E o que isso tem a ver com as pinturas japonesas do período Edo? E pegando um caminho paralelo, ouso até dizer que podemos colocar Toulouse-Lautrec no meio também! Bem, a influência para os dois clipes acima é este.

Esse é o clipe da música Addicted to Love de Robert Palmer. O pessoal que está na versão 3.0 pode não lembrar da música, mas com certeza, lembra das modelos dançando com rostos inexpressivos. E como podemos ver, o clipe ainda possui sua força de influência no cenário pop atual. Robert Palmer vendo que a receita deu certo, repetiu a identidade gráfica em outros clipes nos anos seguintes. E provavelmente, Simply Irresistible, é uma forte influência também.

Mas enfim, saltamos de 2008 para a década de 80 e nada ainda do período Edo. Temos mais duzentos anos para percorrer. Na verdade, é um salto. Ainda estamos na década de 80. E o clipe de Robert Palmer possui uma forte influência do artista Patrick Nagel. Quem? Talvez, você não associe o artista com sua obra, mas que você já viu as obras dele por aí, você viu.

A capa do disco do Duran Duran, Rio, foi feita por Patrick Nagel, artista nasceu em Ohio e contribuiu com diversas revistas entre elas a Playboy e Rolling Stones. Suas obras retratam mulheres focando em suas formas, poucos traços e cores chapadas. Muitos situam sua obra no movimento do Realismo Fantástico. Nagel faleceu em 1984 de ataque cardíaco.

Agora sim, estamos no caminho certo. Já fizemos a ligação entre Beyoncé e Patrick Nagel. Agora para o período Edo é um mínimo pulo. Adivinhe qual a principal influência de Nagel? Isso mesmo. As pinturas japonesas do período Edo, feitas através da impressão de blocos de madeira. Esse tipo de obra tornou-se popular no Japão pelo possibilidade de ser produzida em massa, fazendo a felicidade dos comerciantes burgueses que não possuíam dinheiro para comprar uma pintura original.

Depois de muito destilado, o clipe da Beyoncé possui influências dessas pinturas japonesas. Mas como eu disse, é um telefone sem fio. E o que já era uma interpretação de um tipo de arte, ganha outras interpretações, não só dos artistas influenciados, mas a mídia em que eles trabalham. E claro, sempre existe a tecnologia disponível na época e todos o contexto social em que as obras foram criadas.

Ok. Mas eu citei também Toulouse-Lautrec acima. O que ele tem com isso? Bem, Lautrec também tem influência dessas pinturas japonesas em suas obras. Ainda não pesquisei, mas acho que o mais perto de Lautrec chega do cenário pop atual é no filme Moulin Rouge de Baz Lurhmann. Ou talvez ele tenha sido influência para algum artista pop por aí. Se alguém sabe, please, tell me!

Mais sobre Patrick Nagel? Clique aqui.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s