Solar Collector

Há muito tempo a expressão artística deixou de ser apenas contemplativa e passou a ser também interativa. A última que percorreu o mundo foi o Telectroscope criado por Paul St George que começou com a intrigante imagem de uma broca emergindo do chão de Brooklyn Bridge em Nova York e da Tower Bridge em Londres, para dias depois, surgir uma estrutura que parece com um túnel que leva ao centro da terra. Sua aparência intriga e chama a atenção, e então é aí que a peça começa a realmente surgir. As duas extremidades possuem um visor no fundo e funcionam como um grande webcam, porém a impressão que se tem é que no final do túnel você pode ver a saída do outro lado do Atlântico. Essa obra me lembra uma outra em que o artista pintou dois quadros parecidos e instalou uma fiação telefônica. Um quadro ficou em um museu e outro ficou em um bar (se eu não me engano), então as pessoas do museu podiam ouvir o barulho ambiente do bar e as pessoas do bar podiam ouvir as conversas das pessoas no museu. Não era uma interação como o Telectroscope, mas ainda existia uma interação.

Telectroscope

Com um outro tipo de interação, o Solar Collector envolve a expressão artística dos artistas, a preservação do meio ambiente e a expressão artística em cada ser humano do planeta. Criado por Matt Gorbet, Rob Gorbet e Susan LK Gorbet, a obra localizada em Ontário, Canadá passa o dia absorvendo a luz solar, transformando-a em energia. Ao anoitecer, os pontos luminosos localizados em suas doze hastes de aço móveis, iniciam uma performance de padrões de luzes determinadas por internautas. Isso mesmo! Você, internauta, pode interagir com a obra determinando padrões de luzes, intensidades e afins. É só entrar no site e dar asas à sua imaginação.

Solar Collector

Há algum tempo atrás a palavra globalização era uma novidade, mas hoje é tão normal quanto um “bom dia” (apesar que receber um “bom dia” está cada vez mais raro). Porém a globalização artística ainda causa um interesse no público. Enfim, uma coisa é ir até Ontário para interagir com a obra, outra é estar no conforto da sua casa e interagir com uma obra localizada no Canadá. E por falar em globalização, você nunca visitou o Canadá? Não tem problema, basta ter um Google Earth e digitar Solar Collector para ver onde a obra está.

Imagem do Telectroscope: Matthew Andrews/Divulgação
Imagem do Solar Collector: Divulgação

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s