Erotica (1992)

Assim como A Morte lhe Cai Bem fez vinte anos. Hoje, o album Erotica da Madonna completa seus vinte anos também. E por que escrever sobre esse álbum especificamente? Bem, na minha opinião, este é um divisor de águas.

Com uma sonoridade diferente, o álbum traz uma Madonna mais madura e ela já mostra isso na primeira música que dá nome ao álbum. Um som sujo, uma letra sussurada (como se fosse a parte dois de Justify my Love) e o tema sexo é apresentado sem rodeios (I’ll teach you how to fuck).  E nos próximos 90 minutos, Madonna destila paixão, raiva, saudosismo, flerte, tristeza, vingança, coração quebrados, acusa a hipocrisia e termina o álbum enigmática.

E quem viveu se lembra da comoção que Madonna causou ao lançar o vídeo para Erotica, que basicamente é o making of do seu livro SEX (sim, antes de escrever livros para crianças, Madonna fez um livro adulto com muita gente pelada, situações sexuais e todas aquelas coisas pelas quais ela é conhecida). E para acompanhar tanta comoção e um álbum diferente, Madonna saiu pela estrada com o The Girlie Show, um espetáculo com ares de cabaret e teatro, algo que ela fez tão bem que nem ela conseguiu se superar.

Numa década onde a velocidade de informação começou a ser aumentada e que muitos artistas que marcaram a década anterior não conseguiram sobreviver, Madonna deixou sua marca regada a sexo e polêmicas. Mas se acham que ela atravessou a década de 90 ilesa, estão muito enganados. Seus álbuns seguintes não foram tão marcantes como esse. Ela tentou (e sempre tenta) inovar na sua sonoridade, mas não havia como inovar. Com a velocidade cada vez mais rápida da informação, tudo se transformava em mainstream do dia para noite. E virou uma corrida contra o tempo. E a Madonna ainda tentou correr contra esse velocidade e fazer seus álbuns soarem inovadores e frescos, mas acho que ela se cansou e decidiu correr contra o tempo que envelhece as pessoas.

Enfim, Erotica é um álbum que eu adoro e ouço até hoje, de cabo a rabo. Adoro seus clipes e me mostrou que a sexualidade não é bicho de sete cabeças, mas pode se tornar um arma. E com o livro veio a frase que carrego até hoje. Com o show, fica o arrependimento de não ter feito birra para meus pais deixarem eu ir (ser adolescente é foda!). E repito, embora Madonna não cause tanto furor em mim como antigamente, a cada nova empreitada dela, cresce a curiosidade, ou na verdade, o desejo que ela seja tão entertainment como ela era há décadas atrás. 

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s