Quem é Alysia Yeoh? E outros pensamentos

Não sou o maior fã incondicional de HQ, não sigo fielmente todas as HQs de super heróis, mas quando notícias como da Alysia Yeoh aparecem, eu tenho que confessar que eu acho incrível, pois embora o principal objetivo de HQs seja o entretenimento, a aparição de personagens como Alysia acabam servindo para ensinar (a não ser quando os roteristas perdem a mão e insistem/reforçam em estereótipos).

Mas quem é Alysia Yeoh?

Alysia é a companheira de apartamento de Barbara, a nova Batgirl da DC Comics. Na revista #19, Barbara conta seu segredo para Alysia, e essa conta o seu “segredo” para Barbara. Alysia é transsexual.

Via: Buzzfeed
Via: Buzzfeed

E numa época onde super heróis estão saindo do armário (mesmo que seja num universo paralelo), o surgimento de uma personagem trans é mais um passo para que se possa derrubar todos os estereótipos que a sociedade impõe. Mas vale a pena deixar uma nota aqui que se Alysia meio que sumir da história depois disso, só posso entender que tudo foi uma jogada de marketing. Não sei se falo por muitos, poucos ou apenas por mim, mas não quero saber que um super herói saiu do armário para cair no esquecimento porque a sociedade não o aceitou muito bem (ou não vendeu muito bem).

Porém Alysia não é o primeiro personagem trans a aparecer nas HQs, já houve um vilão trans. Mas convenhamos, com todo o estereótipo que cerca a comunidade GLBT, ser o vilão não é a melhor escolha. Não até todo mundo saber muito bem que a sexualidade não torna alguém mau ou não.

E lendo a reportagem sobre Alysia, descobri (porque eu não sabia que existia) o Comics Code Authority, que seria um tipo de ABNT para HQs para poupar a sociedade de temas mais pesados. Foi criado em 1954 devido à preocupação com conteúdo violentos e sangrentos em HQs. Foi presidido por um especialista em delinquência juvenil, Charles F. Murphy. Basicamente, o HQ tinha que passar pelo CCA para ganhar um selo de aprovação. E se houvesse pontuações do CCA para mudar coisas na história, você tinha que mudar, se quisesse muito receber o selo de aprovação.

Eis a lista do que deveria ser evitado nas HQs em 1954:

• Crimes não devem ser apresentados de forma que se crie simpatia com o criminoso, promova desconfiança das forças da lei e da justiça, ou inspire outros a imitar o crime.

• Se o crime é mostrado, ele deve ser retratado como uma atividade sórdida e desagradável.

• Policiais, juízes, oficiais do governo e as respectivas instituições não devem nunca ser representadas de maneira a criar desrespeito com essas.

• Criminosos nunca devem ser representados como pessoas glamorosas/elegantes ou que ocupem cargos que sejam desejados por outros.

• Em todas as histórias o bem deve triunfar sobre o mal e os criminosos punidos por seus atos.

• Cenas de violência excessiva são proibidas. Cenas de tortura brutal, armas de fogo e brancas mostradas de modo excessivo e desnecessário, agonia física, crimes sangrentos e horripilantes devem ser eliminados.

•Nenhuma revista deve usar as palavras “horror” ou ”terror” nos títulos.

• Todas as cenas de horror, derramamento de sangue excessivo, crimes sangrentos e horripilantes, depravação, luxuria, sadismo, masoquismo não são permitidos.

• Todas as ilustrações lúgubres, repugnantes e horripilantes devem ser eliminadas.

•Histórias que envolvem o mal devem ser usadas ou publicadas apenas quando há a intenção de ilustrar um assunto moral e em nenhum caso o mal deve ser representado de maneira sedutora nem ferir a sensibilidade do leitor.

• Cenas que envolvem mortos vivos, torturas, vampiros, canibalismo, lobisomens ou instrumentos associados a esses são proibidos.

• Profanação, obscenidade, vulgaridade, ou palavras ou símbolos que possuem significados indesejáveis são proibidos.

• Qualquer tipo de nudez é proibida.

• Ilustrações devassas ou sugestivas ou posturas sugestivas são inaceitáveis.

• Mulheres devem ser desenhadas de maneira realística sem exagerar em qualquer qualidade física.

• Relações sexuais ilícitas não devem ser sugeridas nem representadas. Cenas de estupros assim como anormalidades sexuais são inaceitáveis.

• Sedução e estupro não devem ser mostrados ou sugeridos.

• Perversão sexual or qualquer referência a essa é estritamente proibido.

• Nudez e posturas devassas não são permitidas na divulgação de qualquer produto; figuras vestidas nunca devem ser representadas de maneira ofensiva ou contrária ao bom gosto e morais.

*Tradução livre.

Como vemos, na década de 50, personagens como o Lanterna Verde ou Alysia jamais sairiam dos seus armários. E se saíssem, jamais enxergariam a luz do dia e permaneceriam no fundo de uma gaveta. E assim foi até o final da década de 80.

E no meio disso tudo, temos o livro Seduction of the Innocent, de Fredric Wertham que meio que foi o pontapé inicial para a criação do CCA. Wertham acusava os criadores de HQs de influenciar negativamente as crianças com imagens de violência e sexualidade, incluindo uma homossexualidade subliminar. Ele dizia que personagens como a Mulher Maravilha incitavam o bondage e que a força e a independência da personagem faziam dela uma lésbica.

Calma.

E também disse que histórias como a do Batman estimulam as crianças à fantasias homossexuais.

Mas, às vezes, realmente não dá para culpar que algumas pessoas veem muito quando as coisas não são sutis….

Mas enfim, as HQs não dependem mais do selo de aprovação, fazem o que bem entendem. E ultimamente estão colocando todos para voltarem de Nárnia e saírem do seus armários. Fomos presenteados com a inclusão de uma personagem trans. Agora, esperamos pelo surgimento de um super herói trans com direito a uma grande história como os heróis consagrados.

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s