A cultura da imagem

Muito se falou e se divulgou sobre o “escândalo” envolvendo a integrante da banda AKB48, Minami Minegishi. Muita gente achou absurdo chegar ao ponto que chegou, mas ser japonês é isso. Parece estar no sangue e, como descendente de japoneses, eu posso afirmar que falhar não é uma opção. E Minami falhou em ser um modelo para seus fãs, falhou em seguir as regras impostas … Continuar lendo A cultura da imagem

Enquanto isso no Japão…

Se a Lady Gaga e a Katy Perry tivessem uma filha, certamente o resultado seria Kyary Pamyu Pamyu. Kiriko Takemura, seu nome verdadeiro, é uma japonesa de 19 anos. É também blogueira de moda, modelo, empresária e, provavelmente, a melhor concepção nua e crua de Harajuku sem filtros ocidentais. Sua carreira musical decolou em maio de 2012 quando estourou no YouTube com o clipe PonPonPon, … Continuar lendo Enquanto isso no Japão…

Madonna me ensinou a assobiar…

E ontem foi o aniversário da Madonna. Cinquenta e quatro anos de vida. Trinta de carreira. E vinte e poucos me influenciando.

Não. Não é uma foto atual.

Continuar lendo “Madonna me ensinou a assobiar…”

Idealização

Idealizar v.t. Dar um caráter, uma perfeição ideal a uma pessoa, a uma coisa: idealizar uma personagem, um modelo. Acho que é do ser humano idealizar as pessoas. Quantos ídolos temos por aí? Sem contar aqueles instantâneos que surgem e desaparecem com uma rapidez surpreendente. Mas será que essas pessoas merecem essa idealização? Acredito que não. Conheci uma pessoa que eu sempre tive vontade de … Continuar lendo Idealização

Agora é Cebola!

Se você nunca ouviu falar na Turma da Mônica, então você é de outro planeta. Sim, de outro planeta porque a Turma da Mônica é conhecida mundialmente. E agora, o Maurício de Sousa entra em um novo campo. Quase todas as crianças do Brasil já devem ter lido as historinhas da Turma, mas o tempo passa na vida real e essas crianças hojes são adultos ou adolescentes e a Turminha sempre permaneceu  com seus sete anos de idade por décadas. Agora, eles cresceram e viraram jovens. E não só isso: eles agora são personagens de mangá.

E o que muda além de eles terem crescido e usarem roupas modernas? Bem, como toda pessoa que cresce, algumas coisas mudam e outras permanecem. A Mônica não é mais baixinha e virou uma menininha, ou seja, não bate mais nos garotos (com tanta freqüência, mas uma vez ou outra ela ainda desce a mão). O Cebolinha, agora chamado de Cebola, não quer mais ser o dono da rua, mas talvez tenha planos para ser o dono do mundo; e pasmem, ele não troca mais os erres pelos eles, só quando ele fica nervoso. A Magali não é mais tão comilona e quer tentar manter a forma com uma dieta balanceada. E o Cascão, ah o Cascão… pasmem mais, ele toma banho!!! Mas só de vez em quando, mas não é porque ele quer, mas sim por causa da Maria Cascuda. Ah, o que o amor não faz, né?

Continuar lendo “Agora é Cebola!”

Replicante “de arte”

Depois de anos e anos vendo apenas suas obras em livros, finalmente tenho a oportunidade de ver ao vivo as obras de Marcel Duchamp (1887-1968). Bem, pelo menos, as réplicas. Pois muita coisa se perdeu e só poderíamos ter uma exposição através de réplicas. E como sempre digo, vá com uma amiga artista nessa exposições. É sempre mais divertido e mais educativo. Mas algo continua … Continuar lendo Replicante “de arte”